Marketing digital: 6 dicas para se recuperar da crise

 

marketing-digital2

O período de quarentena decretado como medida de contenção da pandemia do novo coronavírus no Brasil teve, e ainda está tendo, grande impacto na saúde financeira das empresas, especialmente as micro e pequenas dos segmentos de comércio e serviços, que foram obrigadas a fechar suas portas. Como única saída para salvar seus negócios, milhares de empresários tiveram que recorrer à digitalização e ao incremento dos seus serviços.

De fato, nesse momento, e talvez para sempre, conectar-se aos clientes nunca foi tão importante. Nesse cenário, o marketing digital ganha papel preponderante com suas estratégias que ajudam a conectar negócios ao público alvo.

Com experiência no atendimento de mais de 13 mil pequenas e médias empresas, a plataforma de tecnologia e inteligência aplicada ao marketing digital Reach PME listou seis dicas essenciais para sua empresa se recuperar da crise usando as estratégias digitais. Confira!

 

1) Não interrompa bruscamente suas campanhas de marketing digital

As plataformas de anúncios trabalham por meio de algoritmos, que vão ganhando mais eficiência com o tempo, a partir da tecnologia de aprendizagem de máquina. “Ao interromper uma campanha, o Google e o Facebook (os principais publishers) perdem todo o histórico adquirido. Ao retomar a campanha, o algoritmo desses publishers pode levar até três meses para ter um pico de entrega novamente”, explica a gerente de atendimento da Reach, Paula Lopes.

 

2) Aproveite os preços mais baixos

Um estudo elaborado pela Social Bakers mostra uma queda significativa no valor do Custo por Clique (CPC) e Custo por Mil Impressões (CPM) – duas das principais métricas e parâmetros para cobrança dos anúncios em campanhas digitais – em todas as regiões e setores do mundo, desde o início do período de quarentena. Como muitas marcas estão reduzindo o investimento em campanhas e a demanda pelo consumo online aumentou com o maior número de pessoas em casa, os lances dos leilões estão mais baratos.

 

3) Aproveite as ferramentas gratuitas

O Google disponibiliza o Google Meu Negócio, uma plataforma gratuita que possibilita que você gerencie a presença on-line da sua empresa no Google, inclusive na Pesquisa e no Maps. Essa é a hora de fazer uma boa revisão da página do seu negócio, atualizando e incluindo as informações para que o cliente final o encontre facilmente, já que a ferramenta possibilita integração com todos os canais de contato da sua empresa. Tudo ali, na palma da mão do seu cliente.

 

4) Procure projetos de apoio

Vários projetos de apoio estão facilitando a vida do pequeno empresário. A Reach PME também criou o marketplace solidário apoielocal.com.br. No portal, os profissionais autônomos poderão se  cadastrar  gratuitamente para ter sua própria página integrada ao Whatsapp e a uma linha telefônica inteligente, no sistema “ligue grátis”. Além disso, eles podem compartilhar os seus serviços para sua lista de contatos por meio de cartão de visitas virtual e criar campanhas de vendas por meio de cupons digitais e gift cards. Todas as interações são trackeadas por inteligência de monitoramento, o que possibilita otimização das ações. O projeto ainda permite que grandes empresas façam doações em dinheiro que serão revertidas em campanhas de marketing digital para os cadastrados.

 

5) Esteja pronto para receber o seu cliente

O seu site é a sua casa na internet e, portanto, também precisa estar organizado. Imagine se o seu cliente descobre o seu negócio pelas campanhas, mas ao pesquisar encontra páginas desatualizadas e que passam pouca informação para o momento. Da mesma forma, é importante que as suas páginas em redes sociais estejam em dia. Afinal, tudo conta para esse cliente multicanal e extremamente digital formar uma única percepção de marca e credibilidade.

 

6) Esteja pronto para atender o seu cliente

Canal preferido por 39% dos clientes, segundo estudo da Microsoft publicado em 2019, o telefone ganhou mais destaque no período da quarentena, voltando a fazer parte do percurso multicanal do cliente. Para essa plataforma, é fundamental estar disponível. Imagine que você preparou todo o caminho para o cliente te achar, ele bate à sua porta e aí… ninguém atende. Entre os clientes da Mob Call, plataforma de cloud contact center, só no mês de março, 15% das ligações recebidas não foram atendidas.

 

7) Invista na geração de leads

Em linhas gerais, leads podem ser definidos como pessoas ou empresas que entraram em contato com seus canais e têm potencial para se tornarem clientes. Mesmo que eles não fechem negócio agora, ter essa base de pessoas pode gerar resultados no médio e longo prazo. Uma das formas comuns de gerar leads é oferecer algo de valor, como um conteúdo, por meio de um cadastro. Se você tiver o contato dos clientes, será muito mais fácil construir o relacionamento.


Data da publicação: 22 de maio de 2020

Notícias

Campanha Comércio Seguro é lançada Pela FCDL RN

BAIXE A CARTILHA AQUI A Federação das Câmaras e Dirige…

ENTIDADES DO SETOR PRODUTIVO DEFENDEM RETOMADAS DAS ATIVIDAD

O MOMENTO REQUER RESPONSABILIDADE, FIRMEZA, SENSATEZ E…

Nós precisamos erguer a cabeça e seguir em frente. Ess…

WhatsApp lança hoje, apenas no Brasil, serviço de pagament

O WhatsApp lança hoje, apenas no Brasil, o serviço de …

DIA DOS NAMORADOS SERÁ NA BASE DO E-COMMERCE

O Dia dos Namorados, comemorado na próxima sexta-feir…