Políticas Públicas 4.0 chega ao Rio Grande do Norte

 

O convênio Políticas Públicas 4.0, firmado entre CNDL e Sebrae, realizou hoje (12), em Natal, um encontro com foco no fomento ao desenvolvimento local e regional por meio da articulação das lideranças do varejo e elaboração de propostas de Políticas Públicas. A ação foi conduzida pelos especialistas Marcos Lima e Ângelo Roncalli, e contou com a presença dos presidentes da FCDL-RN, Afrânio Miranda, da CDL Natal, Augusto Vaz, e das CDLs do estado.

Participaram, ainda, o deputado estadual Hermano Morais, presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Setor Produtivo, os vereadores Ronaldo Venâncio, presidente da Câmara Municipal de Ceará-Mirim, e Kleber Fernandes, representando a Comissão de Indústria, Turismo, Comércio e Empreendedorismo da Câmara Municipal de Natal, e a analista de Políticas Públicas do Sebrae-RN, Cátia Lopes.

“Trata-se de um evento importantíssimo para o varejo do nosso estado e do Brasil. O debate é essencial para avançarmos em políticas públicas no setor que tem potencial de apoiar a retomada do nosso crescimento econômico”, disse o presidente da Federação, Afrânio Miranda.

O encontro também foi a oportunidade para Miranda entregar ao deputado Morais um ofício com as demandas do setor de comércio e serviços. No Rio Grande do Norte, a Frente Parlamentar em Defesa do Setor Produtivo foi criada a partir de uma demanda discutida no Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo (PNDV), convênio anterior firmado entre CNDL e Sebrae.

Morais disse que uma iniciativa como o PP 4.0 é parte da “tarefa inadiável de promover o desenvolvimento e gerar emprego e renda. O Rio Grande do Norte, em particular, passa por um momento difícil, afetando o setor produtivo. Então, nada mais importante que essa união de esforços entre governo e setor produtivo, derrubando barreiras e entraves para o crescimento do estado”.

Nesse modelo de encontro, lideranças varejistas e setor público debatem propostas de políticas públicas de acordo com as diferentes realidades do país. Temas como segurança pública, mobilidade urbana e sistema tributário foram tratados na reunião.

“O objetivo é trabalhar a questão do desenvolvimento local e regional e relacioná-la às políticas públicas prioritárias para o varejo, um dos setores mais importantes da economia. Em 2018, quem segurou o crescimento do Brasil foi comércio e serviços. O setor liderou o crescimento do PIB no ano passado, representando 75,8%. Mesmo no cenário de desafios econômicos e sociais do Brasil em 2018, o setor de comércio cresceu 2,3% enquanto o país cresceu 1,1%”, esclareceu o professor Marcos Lima.

O especialista Ângelo Roncalli explicou como, na prática, os líderes podem fazer a articulação com agentes públicos a fim de propor novas políticas para o setor. “Por onde começar a articulação? Em primeiro lugar, com a construção de uma rede de contatos a partir de relacionamentos de cada liderança da entidade. É fundamental ter clareza dos objetivos, destacar a promoção do desenvolvimento local e enfatizar os benefícios mútuos, a relação ganha x ganha para os atores privados e a sociedade”, destacou.


Data da publicação: 12 de abril de 2019

Notícias

Liquida Ceará-Mirim sorteia dez mil reais em prêmios

Na noite dessa quarta-feira, 11, a CDL Ceará-Mirim realizou…

Quase 100 estabelecimentos potiguares participam da Semana d

Entre as marcas participantes, estão lojas de varejo, super…

Mutirões de renegociações de dívidas circulam pelo estad

Cidades como Parnamirim, Caicó e Mossoró receberam, durant…

OS IMPACTOS DO FGTS NO RIO GRANDE DO NORTE

Estudo recente divulgado pela Secretaria de Política Econ…

CDL Caraúbas comemora 20 anos de atuação

Nesta terça-feira, 13, a CDL Caraúbas promoveu um grande c…